As Moiras e o Destino Humano

 

6b6a23914dceb57b5308f1808a99e48b

Na mitologia grega as três Moiras, são as Deusas do Destino. Elas são personificação do destino individual de cada ser humano neste mundo e dos deuses também.

São originalmente, filhas da Noite (Nix) e concebidas sem pai.

Eram em número de três e se chamavam Cloto, Láquesis e Átropos, tendo cada uma função específica.

Cloto era a fiandeira, Láquesis a mediadora e Átropos a cortadora.

Dentro de uma caverna elas teciam o fio da vida de cada homem em uma roda e nenhum outro deus poderia interferir em seu trabalho, nem mesmo Zeus ousava se colocar entre elas.

As voltas da roda posicionam o fio do indivíduo em sua parte mais privilegiada (o topo) ou em sua parte menos desejável (o fundo), explicando-se assim os períodos de boa ou má sorte de todos, sem exceção.

Conforme Junito Brandão no livro Mitologia Grega, vol1:

Originariamente, cada ser humano tinha a sua moîra, a saber, “sua parte, seu quinhão”, de vida, de felicidade, de desgraça.

Impessoal e inflexível, a Moîra é a projeção de uma lei que nem mesmo os deuses podem transgredir, sem colocar em perigo a ordem.

No Tarô Mitológico, de Juliet Sharman-Burke e Liz Greene, o trunfo da Roda da Fortuna é representado pelas três Moiras.

A Roda da Fortuna é uma carta que simboliza os ciclos sucessivos da vida humana, como o movimento de ascensão e de queda. Assim como os pares de opostos presentes na existência humana como o bem e o mal, alegria e tristeza, vida e morte, o negativo e o positivo.

É uma carta de movimento, de mudança brusca de vida. Mudança essa desconhecida pelo sujeito.

Existe uma lei misteriosa que atua dentro de cada indivíduo que, por sua vez, determina as súbitas mudanças de vida tanto positivas como negativas, alterando todo o padrão de vida de cada um. E nem os deuses possuem o controle sobre isso (lembrando que nem Zeus ousava desafiá-las!).

Portanto, esse arquétipo vem nos lembrar que nós não possuímos controle sobre tudo em nossas vidas e muitas vidas uma tragédia nos acomete sem nenhuma explicação. É simplesmente o destino. Estamos na posição mais baixa da roda.

Para o ego, acostumado a buscar explicações para tudo, é extremamente desconfortável admitir isso, pois somente nos damos conta de sua atuação por meio dos elementos externos, que chamamos de destino.

Esse arquétipo, portanto, nos remete à vivência de um outro que mora dentro de nós e que escolhe ir em direção a várias situações, pessoas e caminhos.

Aceitar esse outro e lembrar que ele faz parte de nós mesmos nos trará paz mediante as mudanças súbitas que se configurarão em nossas vidas. Afinal o destino não vem ao nosso encontro, somos nós que vamos ao encontro dele!

Por: Hellen Reis Mourão

Arcano regente da semana RAINHA DE PAUS”

rainhadepaus

 

Título – Rainha do Trono das Chamas

Elemento – Água do Fogo

Tetagramaton – He – Responde e apóia a energia de Yod

Nome Divino – Yahveh Heloin

Mundo Cabalístico – Beriah – Mundo da Criação

Sephirah – Binah – Compreensão do princípio primal feminino

Correspondência Astrológica – Aries

Planeta – Saturno

Estabilidade, Segurança, Confiança, aconchego,certeza de poder contar com toda nossa estrutura.

A rainha de Paus fala de um momento onde podemos nos sentir seguros em relação aos instrumentos que temos para tecer e criar nossa própria estrutura.

Momento em que encontramos instrumentos para gerar a satisfação de nossas necessidades.

Gostar mais de nós mesmos, do nosso seu espaço, passando a cuidar mais da nossa saude e da nossa casa.

É hora de nos sentirmos  bem a gente  mesmo, sinta-se confortável com as bases que você já possui com aquilo que está construindo.

Emocionalmente se estamos bem conosco mesmo, nunca estamos sozinhos.

Excelente prenúncio nesta segunda-feira, de uma semana regida por uma paixão enorme pela vida e por tudo que ela pode nos oferecer.

É um convite para que repartamos as bençãos de amor com nossos irmãos e que nos permitamos a dar forma aos nossos sonhos mais criativos.

É um bom convite também para meditarmos sobre o quanto de paixão encontramos em nosso viver e como podemos ampliar esse sentimento.

Tenham todos um muito otimista início de semana!

Nicoli Paviani

 

 

Arcano do dia – “Dois de Espadas”

agora11326

Quando o 2 de Espadas surge numa leitura de tarot, pode significar que estamos vivendo um momento de equilíbrio que é precário, construído através da nossa recusa de encararmos de frente e com os olhos bem abertos um problema, uma situação. Pode ser algo que nos incomoda mas que, por medo de perdermos nosso status, ou mesmo por comodismo, ou por querermos continuar a fingir para o mundo e para nós mesmos que está tudo bem, evitamos enfrentar e buscar uma solução. A carta acaba sendo um alerta de que, com nossa interferência direta ou não, esse conflito irá acontecer, mais cedo ou mais tarde e ficar colocando “panos quentes” só protela o que já está explodindo.

Estar em paz consigo mesmo é viver as suas verdades, de forma racional, emocional e intuitivamente equilibradas. É ter opiniões justas, pensadas, adotando-as e expressando-as, porém sempre com flexibilidade de análise para revê-las e repensa-las sempre que se fizer necessário e, também, respeitar as dos outros. É adaptar-se às circunstâncias do momento sem deixar de ser fiel a si próprio, não fazendo acordos, tratados e concessões que lhe roubem a dignidade, a autoconfiança, sua integridade e individualidade. Lembre-se que quando 2 mentes se unem para , num diálogo ou debate pacífico em torno de um problema ou situação, a verdade certamente irá aflorar e uma sábia solução poderá ser encontrada.

Às vezes o 2 de Espadas nos faz compreender que fizemos, no intuito de evitar o desencadear de um conflito, compromissos que foram aceitos temporáriamente e que irão bastar por enquanto. Entretanto uma solução que funcione a longo prazo, uma decisão mais durável poderá ser necessária e é possível de ser encontrada. Conciliar nem sempre é a solução, entretanto enquanto se busca uma definitiva, ser tolerante em relação às idéias alheias, usando sempre de sabedoria e compreensão, sendo objetivo e obtendo uma estabilidade mental através do uso do intelecto em conformidade com o coração, são condições básicas para a obtenção de resultados realistas, sólidos e eficazes.

O 2 de Espadas também é interpretado como uma discussão, impasse, um beco sem saída, paradoxo, interrogatório, busca de sabedoria, sérios problemas de relacionamento, divórcio, dúvida, o trabalho em áreas da justiça, da diplomacia, acordos comerciais ou políticos, o desempenho de sindicatos, fazer as pazes.

Pois é, fazer as pazes consigo mesmo. Reconciliar-se. Saber ser justo com sua própria pessoa, buscando e avaliando suas verdade interiores. Harmonizando-se e também com as pessoas e o ambiente que o cerca. Às vezes parece tão utópico, não é mesmo? Porém vale tentar. Lembre-se que a verdade pode, como uma espada, muitas vezes ferir, mas ela é libertadora.

Vivencie as energias deste arcano, neste dia, tomando compromissos a sério, fazendo acordos que não sejam meros remendos, encarando os fatos com equilíbrio, imparcialidade, compreensão mas objetivamente. Reavalie conflitos, esteja aberto ao diálogo, tenha clareza e flexibilidade mental, e faça as pazes com o mundo. O Universo certamente lhe agradece.

Tenha um excelente dia!

Texto de Alex Tarólogo

Arcano do dia – O Imperador

agora11223

A carta ”O Imperador” fala-nos de uma pessoa com a vida muito bem estruturada, que aprendeu com os seus erros e que cresceu, estando neste momento num patamar de riqueza mental (e material) imensa.

Esta carta tem uma energia masculina paternal muito assente, sendo que é sinónimo de rigidez, domínio e soberania..

O Imperador” é um exemplo firme de um homem de negócios que tem a soberania e as ideias organizadas e alinhadas de forma a chegar aos seus objetivos.

Quanto ao seu lado mais negativo – é um homem frio e rígido que não se importa com as emoções dos outros e só pensa com a razão.

É uma carta muito envolvida no Poder, pois ”O Imperador” significa isso mesmo – a dominância e frieza!

O Imperador” também nos comunica que não necessitamos de nos subjugarmos para alcançarmos os nossos objetivos, tendo sempre em mente aliderança e planeamento!

Seja como ”O Imperador”, rígido consigo mesmo para conseguir concretizar todos os seus desejos!