Previsões para 2017 “O ano de Saturno”

saturnomisticos

Saturno é o regente de 2017 e do próximo Grande Ciclo

Em relação à regência, 2017 tem uma característica especial que precisamos entender antes de qualquer análise. É que em 2017 temos o inicio de um novo Grande Ciclo Astrológico regido por Saturno, ciclo esse que vai até 2052.

Segundo a tradição astrológica, um determinado planeta governa por um ciclo de 36 anos. Isto significa que de 36 em 36 anos vivemos sob a influência deste planeta e que suas características irão permear todo aquele período.

Ou seja, a cada 36 anos temos um novo Grande Regente do Ciclo, quando o planeta que vem a seguir do Grande Regente do Ciclo anterior assume a liderança pelos próximos 36 anos. Neste mesmo ano se inicia também um novo ciclo menor anual, que determina os planetas regentes anuais a partir do planeta que está assumindo a Regência do Ano. Assim sendo, o primeiro ano de cada ciclo maior é governado apenas pelo Grande Regente de Ciclo e em seguida cada ano tem seu próprio Regente Anual.

Regência de Ciclo (muda a cada 36 anos)
A Grande Regência de Ciclo é determinada pela seguinte ordem:
Saturno/Vênus/Júpiter/Mercúrio/Marte/Lua/Sol

Regência do Ano (muda de ano em ano)
A ordem de regência anual dos planetas se inicia pelo planeta mais lento e termina no mais rápido.
A sequência anual é a seguinte:
Saturno/Júpiter/Marte/Sol/Vênus/Mercúrio/Lua

Para que você entenda melhor, se em 2017 não tivéssemos um novo início de ciclo, o regente seria Vênus, conforme a ordem da Regência do Ano. Mas, começará um novo ciclo de 36 anos… Logo, por ser o primeiro ano deste novo ciclo, 2017 inicia uma nova sequência, já que o Grande Ciclo do Sol se fechou em 2016. Saturno iniciará também, em 2017, um novo ciclo de Regência Anual, que em 2018 terá Júpiter como regente e assim sucessivamente, conforme a ordem da Regência do Ano.

Vale ressaltar ainda que em cada um dos próximos 35 anos teremos então a influência do planeta Regente do Ano conjugada à influência de Saturno, o Planeta Regente do ciclo maior de 36 anos que se inicia em 2017.

Mas vamos a 2017!

Estamos saindo se um Grande Ciclo regido pelo Sol, o que significa que o egocentrismo, a individualidade e a necessidade de brilho pessoal perante o mundo têm orientado nossos atos e nossos pensamentos. Em 2017 estaremos sob a influência de Saturno, e a tendência é que sejamos um pouco mais sérios, mais austeros e que um espírito de economia e circunspecção irá nos orientar. As questões pessoais irão perder a importância e poderemos perceber a realidade de forma mais objetiva. Será um ciclo de ajuste de contas, de aparar as arestas, de cair na real…

Veja a seguir como será o ano regido por Saturno, o Senhor do Tempo!

O planeta Saturno é um dos corpos celestes mais incompreendidos e temidos da simbologia astrológica, porque representa tudo aquilo que diz respeito à nossa responsabilidade e às nossas obrigações, conosco e com a sociedade em que vivemos.

Este planeta amedronta algumas pessoas porque é considerado o princípio organizador da vida, portanto, amadurecimento e responsabilidade serão cobrados com maior intensidade no próximo período.

Saturno é temido como se fosse um deus implacável e insensível, podando nossas expectativas e nossas esperanças. Mas há uma distorção neste olhar. É preciso que olhemos para ele como um mestre mais idoso e mais severo, mas também como portador de um componente de sabedoria e ponderação que nenhum outro planeta do panteão astrológico possui.

Saturno só é implacável naquilo em que estamos fraquejando ou deixando de cumprir dentro do que é nosso dever. É importante lembrarmos que nada do que nos cabe como dever e responsabilidade nesta vida nos é imposto de fora para dentro, mas sim surge como consequência inevitável da nossa maturidade e das opções que fazemos quando atingimos essa maturidade.

Assim sendo, o planeta que nos orientará em 2017 nos proporcionará uma boa dose de sabedoria, mas para isso é necessário compreender que precisaremos enfrentar a realidade. Devemos aceitar que nossa consciência necessita ser ampliada de acordo com aquilo que nos rodeia.

Também é bom lembrar que no seu lado positivo, Saturno é consolidador dos projetos e representa o nosso lado mais realizador e empenhado em construir algo de sólido em nossa vida. Ele tem um papel importante também em tudo o que diz respeito à nossa vida profissional, à nossa carreira e ao espaço que ocupamos na sociedade com nossa atividade e nosso trabalho. E o tempo (“cronos”, o nome grego de Saturno), é um fator fundamental na maturação de tudo o que esperamos na vida, portanto a paciência e a perseverança também são elementos indispensáveis para podermos extrair o melhor que Saturno pode nos oferecer no ano de 2017 e, ao longo de todo o ciclo que o planeta influenciará.

Em suma, Saturno nos pedirá para sermos mais sábios diante da vida, mais maduros, mais responsáveis. Ele poderá nos ajudar a descobrir nossa capacidade de perseverar nos desafios, concretizar metas e objetivos de vida e, sobretudo, assumir nossas responsabilidades com astúcia, determinação e coragem!

Dezoito maneiras de viver bem

mol163

1) Leve em consideração que grandes amores, e grandes realizações envolvem grandes riscos.

2) Quando você perder, não perca a lição.

3) Siga os 3 Rs: respeito por você; respeito pelos outros; responsabilidade sobre suas ações.

4) Lembre-se de que não conseguir o que se quer algumas vezes é um tremendo golpe de sorte.

5) Aprenda as regras, assim você saberá como quebrá-las devidamente.

6) Não permita que uma pequena disputa prejudique uma grande amizade.

7) Quando você perceber que cometeu um erro, tome decisões imediatas para corrigi-lo.

8) Passe algum tempo sozinho todo dia.

9) Abra seus braços às mudanças, mas não abandone seus valores.

10) Lembre-se de que o silêncio às vezes é a melhor resposta.

11) Viva uma vida boa e honorável. Assim, quando você envelhecer e voltar no tempo poderá aproveitá-la uma segunda vez.

12) Uma atmosfera de amor na sua casa é a base para a vida.

13) Nos desentendimentos com aqueles que ama, lide somente com a situação em questão. Não revolva o passado.

14) Divida seus conhecimentos. É uma forma de atingir a imortalidade.

15) Seja gentil para com a terra.

16) Lembre-se de que o melhor relacionamento é aquele no qual o amor pelo outro excede a necessidade dele.

17) Julgue seu sucesso pelas coisas das quais você teve que abrir mão para consegui-lo.

18) Aproxime o ato de amar ao de cozinhar, ouse despreocupadamente.

Por Dalai Lama

Arcano do dia – “Cavaleiro de Espadas”

príncipedeespadas3

Quando essa carta sai numa tiragem ela nos alerta para o fato de estarmos vivendo um momento muito propício para estabelecermos novas prioridades e objetivos, planejarmos a maneira de alcança-los e partirmos para a sua conquista ou realização. É o prenúncio de um período de novas buscas, do abandono de velhos interesses e do surgimento de motivações criativas, desafiadoras e instigantes. Pode também, é claro, estar nos alertando para a chegada em nossas vidas de uma pessoa com essa característica de uma mente brilhante, uma fascinante capacidade de comunicação, mas no fundo bastante insensível a respeito dos interesses ou sentimentos alheios. Romanticamente poderíamos exemplificar com a figura de um Don Juan: pertence apenas a si mesmo e suas paixões são avassaladoras mas verdadeiros “fogos de palha”, nada duram. Haverá, para ele, sempre algo novo e diferente a ser conhecido, aprendido, conquistado. Ele chega a galope, passa mas não apeia da sua montaria. Pelo menos não o tempo necessário para estabelecer raízes.

A psicologia costuma definir essa personalidade como puer eternum, ou seja, a eterna criança, aquela pessoa que no fundo, no fundo, teme as responsabilidades e portanto fica pulando de galho em galho: dedica-se completamente ao estudo de uma filosofia, compra todos os livros, faz contatos em todos os fóruns afins na internet, estabelece redes de amigos, abre sites a respeito, inscreve-se em cursos, seminários, viaja para congressos a respeito, é convidado para dar palestras a respeito, come e dorme vivenciando e explorando cada vez mais profundamente aquele seu interesse. Até que um dia, quando já está bastante conhecido pelos demais interessados, quando suas opiniões são respeitadas, citadas e o seu tão aguardado livro a respeito já está negociado com a editora ele simplesmente desaparece para ser encontrado queimadíssimo de sol, cabelos parafinados, pegando onda no Havaí!!!

São pessoas que precisam constantemente de novos estímulos, de sempre estar vivendo em ritmo de aventura, de não criar vínculos de responsabilidade com uma única idéia ou por uma única causa até mesmo porque os conflitos, as ambivalências, as dualidades e o constante fluxo de idéias além da necessidade de mudança e movimento lhe são vitais. Seu único compromisso real é com suas idéias, sua filosofia, seus pensamentos daquele e naquele momento e com eles criar uma estrutura na qual passa a basear as suas verdades pessoais.

Quem de nós nunca cruzou com alguém assim? Uma pessoa que no seu entusiasmo, na sua desenvoltura, na sua autoconfiança, na sua altamente flexível imaginação, na sua ansiedade e objetividade acaba nos inspirando uma profunda impressão. Mas devemos estar alertas para a sua “sombra”, aqueles aspectos da sua personalidade que não são de todo ideais, lembrando que ele é movido pelos ventos da novidade, pelo fogo da paixão, do estímulo do momento, dedicando-se de corpo e alma, mas abandonando tudo para trás, num verdadeiro caos, numa incompletude de resultados assim que seu interesse diverge para algo novo, diferente.

O Cavaleiro de Espadas representa, também, o nosso talento para acompanharmos as mudanças que a vida e os nossos interesses nos propõe. Nossa adaptabilidade e defesa das nossas crenças, dos nossos sistemas, da nossa filosofia. A maneira turbulenta, volátil e rápida com que ele “voa” pelo mundo das idéias e pela vida é a sua proteção contra a monotonia de um cotidiano sem graça, previsível, sem perspectivas, sem riscos, sem paixão e fé. Talvez nesse seu movimento, nesse seu incansável e inesgotável fluir de idéias, análises, interesses, experiências e avaliações ele acabe ampliando a própria visão do que é a existência e do quanto ela tem para nos oferecer e… pode haver experiência mais arrebatadora?

Bom dia!