Arcano do dia – “Três de Copas”

trescopas

O 3 de Copas é aquela carta que prenuncia que é chegado o dia da colheita. O momento de receber de volta todo o amor que semeamos pelos campos da vida. E, como é natural num momento de premiação por uma etapa concluída, há de ser celebrado.

O número 3 tem como uma de suas características o fato de representar um momento de conclusão de uma das etapas de um longo processo, como quando recebemos o diploma de conclusão de um curso universitário, mas sabemos que ali deixamos para trás os bancos escolares mas iremos enfrentar os desafios do mercado de trabalho. É quando festejamos o fim das nossas vidas de solteiro com as famosas “despedidas”, celebrando com nossos amigos uma etapa que vivemos intensamente, mas que estamos deixando para traz para assumirmos um novo estilo de vida, novos compromissos e responsabilidades. A alegria da chegada do primeiro filho marca, também, o fim de um outro nível de relacionamento e compromisso.

E tudo isso deve ser régiamente celebrado. As 3 taças que normalmente estampam esta carta no tarot estão transbordando de amor, alegria, plenitude, paz e prazer. Representam experiências que são compartilhadas, como, por exemplo, o sucesso obtido por uma equipe de trabalho na execução de um projeto; as alegrias e as esperanças divididas pelos noivos, que justificam uma festa de casamento; uma alegre reunião de família para celebrar um aniversário.

No dia de hoje, com a energia de um 3 de Copas, devemos, em primeiríssimo lugar, ser agradecidos ao Universo por todos os benefícios que nos são concedidos e estender a prática desse estado de gratidão com todas as pessoas que nos cercam e a quem dispensamos alguma forma de amor. Como Copas refere-se às emoções (elemento água), é bem possível que estejamos muito mais sensíveis do que habitualmente, muito mais propensos a nos emocionarmos e reagirmos intensamente às situações que se apresentarem. Aproveite, então, a energia do planeta Vênus , conforme nos alerta o simbolismo da carta, para vivenciar plenamente a sua capacidade de encontrar alegria, felicidade e realização no dar e receber amor, aproveitando e prolongando o quanto puder essa sensação e esse momento. Sim, porque é um momento na nossa longa jornada. É uma pausa que a vida nos oferece para reconhecermos nosso potencial e celebrarmos o fim de problemas e doenças, o desenvolvimento de projetos e negociações bastante promissoras, o encontro de um novo amor ou o reaquecimento de uma já existente relação.

Permita-se todos os dias, e hoje em especial, a aproveitar as coisas boas da vida com intensidade e prazer, porém sem apego, valorizando os seus potenciais interiores e perdendo, definitivamente, o medo de ouvir a voz do seu coração.

Divinatóriamente, o aparecimento de um 3 de Copas numa tiragem de tarot pode significar casamento, início de uma sociedade comercial promissora, o reencontro de grandes amigos e familiares, hospitalidade, o compartilhamento de ideais, uma profunda sensação de paz, o nascimento de um filho e até mesmo a existência de 3 pessoas muito importantes em sua vida, com quem você tem um profundo e íntimo intercâmbio baseado no amor.

Tenha um ótimo e alegre dia e não se esqueça de declarar o seu amor!

Bom final de semana!

Ela quer ficar sózinha…

dez73

Sabe, as vezes ela só quer que as coisas façam algum sentido. Ela não está preocupada com qualquer expectativa de dia seguinte, nem esperando que ele vá atrás dela ou se quer imagina a vida com alguém por agora. De fato, ela está muito mudada. Talvez pelas frustrações em relacionamentos anteriores, mas muito provavelmente porque descobriu que a própria cia lhe é suficiente.

Ela já não se importa com a quantidade de amigas que andam casando e outras escolhendo por ter ou não filhos. Ela não atendeu a ligação daquele paquera porque não quis. Não respondeu o whatsapp daquele outro porque também não quis. Ela anda querendo muito de si e esperando pouco do mundo. Ela cortou e mudou o tom dos cabelos. Desencantou da academia e foi para aqueles treinos no parque. Abre garrafas de vinho durante a semana e se diverte sozinha, na própria cama, com aqueles seriados bobos americanos.

Ela parou de se cobrar pela vida perfeita que as pessoas esperam que ela tenha. Ela está indo atrás dos sonhos próprios, das vontades insanas, aventuras mundanas e experiências únicas. Ela só quer achar o próprio sentido e seguir seus instintos. Que mal há nisso?

Esses dias mesmo ela abriu mão de uma proposta de emprego porque achou que era certinho demais para ela. E olha que ela iria receber três vezes mais. É isso tipo de coisa que liberta, que alimenta, que faz o frio da barriga voltar e a vontade de continuar constante. É a decisão de seguir o coração e fazer aquilo que quiser. É não permitir que qualquer encanto tire a rota do caminho escolhido.

Surpreendentemente, ela está sozinha. Não precisa ter o apoio moral de um cara para tomar suas decisões. Uns chamam de independência demais e já começaram as apostas para a mais nova “encalhada”. Outros ficam ali, cercando, falando, tentando acompanhar seu ritmo intenso, mas falta coragem para se aproximar. Outros dariam tudo para estar ao lado dela, mulher independente não enche o saco. Eis a grande verdade!

Ela continua se divertindo pela vida, mentindo sua idade, comprando cremes para rugas e não usando, já decidiu o destino da próxima viagem, está mudando de casa, parou de comprar sapatos e roupas, decidiu que iria aumentar a coleção de livros, mas tudo é tão irônico que já anotou na agenda a data da próxima liquidação naquela loja preferida. Aprendeu muito com a terapia, meditação e seu novo estilo de vida.

Um estilo único e feliz: a cada dia ela é muito mais dela e bem menos dos outros. Uma relação tão construtiva de amor próprio e único.

Juliana Manzato

Como anda a energia de sua casa?

agora11392

Lugar mágico esse, a casa nossa de cada dia. Um pequeno reino, pedaço do paraíso. Acho que é unanimidade a gostosa sensação de voltar pra casa depois de uma viagem, onde se é possível ser a si próprio como em nenhum outro lugar do mundo.
Mesmo aqueles que adoram bater perna por aí e precisam sair pra ver o mundo todos os dias, é no silêncio e no aconchego do lar onde repõe as energias ou procuram abrigo quando bate tristeza, solidão… mas como está a energia do seu lar? Você sabe? Consegue perceber?
Temos o cuidado -necessário- de proteger a casa de assaltos e bandidos. Providenciamos grades, muros altos, cerca elétrica, instalamos circuito de alarme, vídeo e mais tantas outras parafernálias para nos proteger de invasões, protegemos nossos pertences, conquistas e os bens materias. Perfeito!
Muitos lembram de proteger a si próprios, os membros da família, aqueles que amamos, espiritual e energicamente. Ao menos tentamos, quando dá, quando lembramos. Seja com orações, meditações, amuletos, se apegando aos santos e aos anjos. Mas poucas pessoas, a grande minoria que eu conheço, se lembra de proteger e/ou limpar energicamente seus lares. Defendemos nosso espaço físico com unhas, dentes e grades, porque sabemos que do portão para dentro o espaço é nosso. No astral não é bem assim. É claro que você tem o direito e deve defender e sua casa também energeticamente mas as linhas divisórias não são claras.
Se você já tem sua sensibilidade um pouco desenvolvida consegue perceber, ao entrar em um ambiente quando este está”carregado”. A cabeça dói, o coração fica apertado, dá enjôo. São muitos os “sintomas”. Porque isso acontece? Porque existem alguns pontos comerciais que parecem ser malditos onde nada prospera? Porque existem alguns ambientes que parecem que dão calafrios e os cachorros não ficam de jeito nenhum?
Bem, podem ser muitos e distintos os motivos e cada caso é um caso, que deve ser estudado cuidadosamente. Mas quero falar genericamente sobre como é possível, de forma bem simples, melhorar a energia de um ambiente.
Tudo o que pensamos, dizemos e vibramos é energia. E essa energia é capaz de impregnar ambientes, móveis, paredes. Imagine uma casa onde existem brigas constantes, há agressão, desrespeito, confusão gritaria. Todo o ambiente fica “sujo” e acaba atraindo através do padrão vibratório esse mesmo tipo de energia, cria-se uma mão de duas vias, onde essa energia gerada atrai mais influência externa negativa e vice-versa.

A negatividade externa traz ainda mais controvérsia. Instala-se um ciclo auto-alimentado.
Essa energia é densa e cria uma identidade, uma assinatura. Pode permanecer por muito, muito tempo em um ambiente. Isso é só energia que geramos. Acrescente todo tipo de influência externa.
Então, o que é que pode ser feito? Vou listar abaixo atitudes simples que ajudam a melhorar o padrão vibratório de um ambiente:

– Organização : mantenha cômodos, gavetas, ármarios sem bagunça. Não usa mais ? Doe. Faça a energia circular.
– Limpeza: Para todos os itens acima. Não deixe lixo acumulado (se puder deixar fora de casa, como em um quintal, melhor). Não deixe roupa suja por semanas a fio. Lave-as todas assim que possível. Não deixe comida estragada dentro de casa. Verifique sempre geladeira, freezer, despensa.
– Plantas (em bom estado) ajudam. Animais também.
– Um aglomerado de cristal nos cantos da casa (pode ser um potinho com sal grosso)
– Música ambiente como mantras, em volume baixo fazem muito bem.
– Evitar discussões dentro de casa.
– Cristais são ótimos. Se eles te atraem, estude quais são os cristais indicados para o que você quer, onde e como devem ser usados.
– Aromaterapia: Funciona demais! Pode ser óleos essencias usados em difusor ou incensos. Recomendo que você pesquise o que é indicado para o que busca, assim como os cristais, a lista é extensa.
– Procurar manter o padrão mental alerta e positivo.
– Orar (se for com todos os moradores pelo menos 1X semana, melhor ainda).
– Evitar mídia (TV, rádio, Internet) sensacionalista, apelativo.
– Mentalizações/ exteriorização de energia.
– Antes de entrar em casa visualize todos os problemas ficando na rua. Visualize sua casa cheia de paz e luz.
Com alguma frequência limpo o chão da minha casa e os batentes das portas com uma mistura de anil (para água ficar azul), arnica e cânfora, decreto: Nessa casa só entra paz, luz e prosperidade. Comece limpando do fundo, terminando na porta da frente.
São pequenas atitudes conscientes, que acumuladas tornam o ambiente mais saudável.

Atitudes conscientes mudam uma vida.
Fiquem bem!

Arcano do dia – “Dois de Espadas”

agora11326

Quando o 2 de Espadas surge numa leitura de tarot, pode significar que estamos vivendo um momento de equilíbrio que é precário, construído através da nossa recusa de encararmos de frente e com os olhos bem abertos um problema, uma situação. Pode ser algo que nos incomoda mas que, por medo de perdermos nosso status, ou mesmo por comodismo, ou por querermos continuar a fingir para o mundo e para nós mesmos que está tudo bem, evitamos enfrentar e buscar uma solução. A carta acaba sendo um alerta de que, com nossa interferência direta ou não, esse conflito irá acontecer, mais cedo ou mais tarde e ficar colocando “panos quentes” só protela o que já está explodindo.

Estar em paz consigo mesmo é viver as suas verdades, de forma racional, emocional e intuitivamente equilibradas. É ter opiniões justas, pensadas, adotando-as e expressando-as, porém sempre com flexibilidade de análise para revê-las e repensa-las sempre que se fizer necessário e, também, respeitar as dos outros. É adaptar-se às circunstâncias do momento sem deixar de ser fiel a si próprio, não fazendo acordos, tratados e concessões que lhe roubem a dignidade, a autoconfiança, sua integridade e individualidade. Lembre-se que quando 2 mentes se unem para , num diálogo ou debate pacífico em torno de um problema ou situação, a verdade certamente irá aflorar e uma sábia solução poderá ser encontrada.

Às vezes o 2 de Espadas nos faz compreender que fizemos, no intuito de evitar o desencadear de um conflito, compromissos que foram aceitos temporáriamente e que irão bastar por enquanto. Entretanto uma solução que funcione a longo prazo, uma decisão mais durável poderá ser necessária e é possível de ser encontrada. Conciliar nem sempre é a solução, entretanto enquanto se busca uma definitiva, ser tolerante em relação às idéias alheias, usando sempre de sabedoria e compreensão, sendo objetivo e obtendo uma estabilidade mental através do uso do intelecto em conformidade com o coração, são condições básicas para a obtenção de resultados realistas, sólidos e eficazes.

O 2 de Espadas também é interpretado como uma discussão, impasse, um beco sem saída, paradoxo, interrogatório, busca de sabedoria, sérios problemas de relacionamento, divórcio, dúvida, o trabalho em áreas da justiça, da diplomacia, acordos comerciais ou políticos, o desempenho de sindicatos, fazer as pazes.

Pois é, fazer as pazes consigo mesmo. Reconciliar-se. Saber ser justo com sua própria pessoa, buscando e avaliando suas verdade interiores. Harmonizando-se e também com as pessoas e o ambiente que o cerca. Às vezes parece tão utópico, não é mesmo? Porém vale tentar. Lembre-se que a verdade pode, como uma espada, muitas vezes ferir, mas ela é libertadora.

Vivencie as energias deste arcano, neste dia, tomando compromissos a sério, fazendo acordos que não sejam meros remendos, encarando os fatos com equilíbrio, imparcialidade, compreensão mas objetivamente. Reavalie conflitos, esteja aberto ao diálogo, tenha clareza e flexibilidade mental, e faça as pazes com o mundo. O Universo certamente lhe agradece.

Tenha um excelente dia!

Texto de Alex Tarólogo

Qual será sua escolha hoje?

27jan4
A vida, em si, não ensina. É você quem decide, a cada momento, se há uma lição a ser aprendida… Em cada alegria, em cada tristeza, em cada aborrecimento… Ou desperdiça todos os momentos e vai vivendo aos trancos e barrancos.
Coisas boas e ruins acontecem a todos indistintamente… Se não existe o paraíso, podemos construir um oásis de paz, em nós mesmos, no meio das guerras que as pessoas vivem… Tudo depende da escolha.
Podemos fugir à tristeza? Não.
Podemos impedir as perdas? Não.
Podemos obrigar que nos amem? Não.
Mas podemos usar os momentos de dor, frustração e ressentimento para aprender a amar melhor…
Podemos tornar nosso trabalho mais realizador…
Podemos transformar o ódio em perdão…
O ressentimento em compreensão…
Basta tomar essa decisão!
Escolhendo a melhor forma de resolver os conflitos e aprender com eles…
Desafie a você mesmo, criando um artifício para lidar, com o negativo.
Invente um jogo em que ganhe pontos, diante de situações que você resolva com harmonia, ou perca pontos se não resistir a se fazer de vítima…
Feche as portas ao automatismo burro… Ele faz sofrer e nos torna refém.
Podemos ser, hoje, melhores do que ontem.
Cabe a você, somente a você, escolher se os acontecimentos de ontem, hoje e amanhã, serão usados para torná-lo uma pessoa melhor…
Qual será sua escolha hoje?

Ser feliz por nada…

agora1113
Benditos os que conseguem se deixar em paz. Os que não se cobram por não terem cumprido suas resoluções, que não se culpam por terem falhado, não se torturam por terem sido contraditórios, não se punem por não terem sido perfeitos. Apenas fazem o melhor que podem.
Se é para ser mestre em alguma coisa, então que sejamos mestres em nos libertar da patrulha do pensamento. De querer se adequar à sociedade e ao mesmo tempo ser livre. Adequação e liberdade simultaneamente? É uma senhora ambição. Demanda a energia de uma usina. Para que se consumir tanto?
A vida não é um questionário de Proust. Você não precisa ter que responder ao mundo quais são suas qualidades, sua cor preferida, seu prato favorito, que bicho seria. Que mania de se autoconhecer. Chega de se autoconhecer. Você é o que é, um imperfeito bem-intencionado e que muda de opinião sem a menor culpa.
Ser feliz por nada talvez seja isso.
Martha Medeiros