As Moiras e o Destino Humano

 

6b6a23914dceb57b5308f1808a99e48b

Na mitologia grega as três Moiras, são as Deusas do Destino. Elas são personificação do destino individual de cada ser humano neste mundo e dos deuses também.

São originalmente, filhas da Noite (Nix) e concebidas sem pai.

Eram em número de três e se chamavam Cloto, Láquesis e Átropos, tendo cada uma função específica.

Cloto era a fiandeira, Láquesis a mediadora e Átropos a cortadora.

Dentro de uma caverna elas teciam o fio da vida de cada homem em uma roda e nenhum outro deus poderia interferir em seu trabalho, nem mesmo Zeus ousava se colocar entre elas.

As voltas da roda posicionam o fio do indivíduo em sua parte mais privilegiada (o topo) ou em sua parte menos desejável (o fundo), explicando-se assim os períodos de boa ou má sorte de todos, sem exceção.

Conforme Junito Brandão no livro Mitologia Grega, vol1:

Originariamente, cada ser humano tinha a sua moîra, a saber, “sua parte, seu quinhão”, de vida, de felicidade, de desgraça.

Impessoal e inflexível, a Moîra é a projeção de uma lei que nem mesmo os deuses podem transgredir, sem colocar em perigo a ordem.

No Tarô Mitológico, de Juliet Sharman-Burke e Liz Greene, o trunfo da Roda da Fortuna é representado pelas três Moiras.

A Roda da Fortuna é uma carta que simboliza os ciclos sucessivos da vida humana, como o movimento de ascensão e de queda. Assim como os pares de opostos presentes na existência humana como o bem e o mal, alegria e tristeza, vida e morte, o negativo e o positivo.

É uma carta de movimento, de mudança brusca de vida. Mudança essa desconhecida pelo sujeito.

Existe uma lei misteriosa que atua dentro de cada indivíduo que, por sua vez, determina as súbitas mudanças de vida tanto positivas como negativas, alterando todo o padrão de vida de cada um. E nem os deuses possuem o controle sobre isso (lembrando que nem Zeus ousava desafiá-las!).

Portanto, esse arquétipo vem nos lembrar que nós não possuímos controle sobre tudo em nossas vidas e muitas vidas uma tragédia nos acomete sem nenhuma explicação. É simplesmente o destino. Estamos na posição mais baixa da roda.

Para o ego, acostumado a buscar explicações para tudo, é extremamente desconfortável admitir isso, pois somente nos damos conta de sua atuação por meio dos elementos externos, que chamamos de destino.

Esse arquétipo, portanto, nos remete à vivência de um outro que mora dentro de nós e que escolhe ir em direção a várias situações, pessoas e caminhos.

Aceitar esse outro e lembrar que ele faz parte de nós mesmos nos trará paz mediante as mudanças súbitas que se configurarão em nossas vidas. Afinal o destino não vem ao nosso encontro, somos nós que vamos ao encontro dele!

Por: Hellen Reis Mourão

PREPAREM-SE PARA UMA IMENSA MUDANÇA EM 16 DE OUTUBRO DE 2016

imagens-da-lua-17691815
Este mês, uma rara super Lua Cheia se elevará nos céus, na noite de domingo, 16 de outubro, inaugurando uma mudança cósmica energética que acabará afetando a todos no planeta. Vocês podem utilizar essa mudança de vibração em seu benefício e produzir alguma alteração positiva em sua vida. Mas, primeiramente, eis o que uma super Lua significa em termos científicos.
A super Lua ocorre quando sua órbita a traz para um ponto que é o mais próximo da Terra, e isso também coincide com uma Lua Nova ou uma Lua Cheia. Devido ao fato de que essa super Lua de outubro acontece de ser uma Lua Cheia, que ocorre quando atinge a sua maior aproximação da Terra durante todo o mês, vai aparecer super dimensionada e muito maior do que o seu tamanho habitual. De acordo com a NASA, quando a Lua está tão perto de nós, “sua proximidade iminente faz com que a Lua pareça 14% maior e 30% mais brilhante no céu do que em um apogeu   da Luz Cheia”. (ocorre o apogeu quando a Lua está mais distante da Terra em sua órbita).
Em termos astrológicos, a super Lua de outubro ocorrerá quando a Lua está em Áries. Isso produz uma espécie de energia muito ativa, empolgante e extrovertida. Como tal, todas as vibrações ígneas e aventureiras associadas a Áries serão trazidas para a linha de frente e isso cria uma explosão de energia animada. Se vocês aproveitarem a super Lua e acolhê-la sob uma luz positiva, então, boas mudanças surgirão em seu caminho.
Áries é conhecido por muitas qualidades e características fortes, ao entrar em conexão com elas e aproveitar o seu poder, vocês podem tirar o máximo da mudança da super Lua! Abaixo está uma visão geral de todas as coisas básicas e melhores que essa Lua Cheia em Áries tem para oferecer:
É o momento para curar-se – se as suas feridas são físicas, mentais, conscientes ou inconscientes, agora é o momento de concentrar-se em curá-las. Quando vocês se concentram e fazem tudo o que podem para ficar melhores e mais fortes, vocês conseguem libertar-se de toda dor e sofrimento que os estejam exaurindo.
É uma oportunidade para seguir em frente e para cima em nossas vidas. Muitos de nós vão se deparar com novas e emocionantes oportunidades, que não eram mesmo possível, e muito menos estavam à nossa disposição, antes da mudança. Agora que Mercúrio saiu do movimento retrógrado por pouco menos de um mês, tudo deve voltar ao seu lugar normal, por enquanto. Se houver algo que ainda esteja fora de sintonia, corrijam-no o mais rápido possível de modo que possam continuar avançando sem que nada os impeça.
É o momento perfeito para agir. Com a Lua em Áries, as características físicas e agressivas do signo serão extremamente valiosas para se fazer as coisas. Precisam seguir com um projeto ou finalizar algo que vocês estejam adiando ou procrastinando para nunca, aparentemente? Mexam-se e realizem-no, vocês terão a energia e a motivação para fazer tudo agora!
Libertem-se das pessoas tóxicas em sua vida. Os relacionamentos que os estão fazendo sofrer ou retendo-os precisam ser reavaliados. Se vocês acharem que alguém não é digno do tempo, esforço e estresse, cortem os cordões e se distanciem deles. Parem de permitir que as pessoas os espezinhem, e em vez de seguir maus exemplos, sejam líderes e estabeleçam os bons!
Estejam conscientes e atentos ao seu ego. Não deixem que a sensação de importância própria ou merecimento levem vantagem sobre vocês. Áries pode ser muito arrogante e é crucial que vocês não sejam capturados pelo ego. Em vez disso, permaneçam ancorados e tudo fluirá suavemente.
De modo geral. A mudança na energia que acompanha a super Lua de outubro será predominantemente positiva. Se relaxarem e seguirem com o fluxo, vocês podem se conectar melhor com essa energia e ela o levará a que grandes coisas aconteçam em sua vida, portanto, preparem-se para dar-lhe boas-vindas!
Divulguem esta mensagem, para que todos possam desfrutar!

Auto importância, dragão com mil cabeças…

07dez10

Um dos aspectos do nosso caminho que mais nos afeta negativamente e drena uma parte grande da nossa energia é a nossa auto importância.

Para os xamãs, ela é um dragão de 3 mil cabeças, quase invencível, que parece nunca ter fim.

Gastamos uma quantidade enorme da nossa energia preocupados com o “eu”.

Com o que os outros estão pensando sobre nós, ou sobre o que nós pensamos sobre nós mesmos.

Querendo agradar as pessoas, querendo manter uma imagem social, querendo parecer humilde demais ou “fodão” demais, ficando ofendidos com qualquer coisa, nervosinho com qualquer coisa, decepcionados e magoados com qualquer situação, sendo afetados pelas atitudes dos outros, querendo dar satisfação pra todo mundo de tudo que faz, tendo uma imagem exagerada de nos mesmos totalmente despropositada, querendo nunca decepcionar ninguém, querendo ter sempre razão, querendo mostrar que está bem, querendo provar algo as outras pessoas, querendo ser bonzinho pra ser aceito, querendo ser legal pra receber amor,etc.

Ficamos tão preocupados com nossa imagem social e nosso auto-reflexo, que em algum momento, gastamos toda nossa energia tentando equilibrar esse circo todo que armamos em volta do nosso ego.

Essa é a parte mais macabra e dramática da influência da auto importância em nossas vidas: você se torna refém das suas loucuras e da loucura dos outros, e gasta toda sua energia numa batalha que não é a sua, ficando preso as correntes invisíveis da sua história pessoal e das expectativas irreais, suas e dos outros.

Você deixa de ser você mesmo e se desconecta da sua essência.

Isso tem que ser resolvido, antes de qualquer empreitada no caminho do conhecimento.

Toda essa energia gasta com nosso auto-reflexo e culto ao “eu” precisa ser redirecionada para fins mais produtivos.

O guerreiro deve batalhar dia-a-dia, momento a momento, para controlar sua auto importância num primeiro momento, e depois exterminá-la.

A quantidade de energia que é liberada quando o guerreiro controla sua autoimportância e vaidade é tão grande, que é inevitável uma mudança em curto prazo da sua visão de mundo e de si mesmo.

Sua percepção da realidade fica muito mais sóbria e envolvente.

Sem os apegos e mesquinharias do ego, sem o desperdício de energia que outrora ocorria sustentando uma visão de mundo baseada no culto ao “eu”, o guerreiro “abre” sua visão, como se lhe tirassem os antolhos que antes limitavam sua percepção, e vê o mundo a sua volta de uma forma totalmente diferente.

A autoconfiança do guerreiro tem de vir de dentro, derivando da sua impecabilidade, e não de fora, através de validações, aprovações e opiniões alheias.

A impecabilidade do guerreiro, onde ele oferece seu melhor em todas as circunstâncias e desafios de sua vida como forma de gratidão ao universo pelo milagre da sua existência, é um gesto seu para com o Espírito, e não precisa de plateia.

Por: Carlos Castañeda