Aromas que podem curar…

agora11409

A aromaterapia, por ser utilizada muitas vezes para amenizar problemas provocados pelo “corre-corre” diário, pode aparentar ser uma terapia moderna. Mas, na verdade, o uso terapêutico de plantas aromáticas é uma prática tão antiga que é difícil precisar seu surgimento.

Existem indícios de que há 40 mil anos, aborígenes australianos recorriam às plantas aromáticas da fauna nativa para se adaptarem às condições extremas do ambiente em que viviam.

Os primeiros registros do seu uso foram encontrados em documentos egípcios do ano de 2.500 a.C., aproximadamente. A tradução desses hieróglifos revelam óleos essenciais antissépticos e antibióticos utilizados no embalsamento dos corpos de sacerdotes e faraós.

Outras civilizações antigas se beneficiaram da essência de vegetais, como os chineses, persas, hindus, romanos e gregos. Há registros de que Hipócrates, considerado o pai da medicina atual, utilizou a defumação de plantas para erradicar uma epidemia em Atenas.

Mas somente em 1928 o uso curativo de plantas aromáticas foi batizado de Aromaterapia pelo químico francês René-Maurice Gattefossé que, depois de ter se queimado num acidente em seu laboratório, mergulhou a mão ferida em óleo de lavanda.

Passadas algumas horas, Gattefossé observou o poder de cura dessa essência. Chamado pai da aromaterapia, foi ele quem deu o pontapé inicial aos estudos científicos sobre os óleos essenciais, que continua sendo crescentemente ampliado por seguidores.

Cura e bem-estar

É cada vez maior o número de médicos e terapeutas que se utilizam da aromaterapia na denominada medicina complementar.

Uma boa notícia é que além de poder buscar tratamento em locais especializados, muitas vezes podemos usufruir dos benefícios da terapia aromática no conforto de casa. Alguns óleos têm eficácia conhecida e são indicados para diferentes necessidades.

“Para um problema respiratório, pode-se inalar óleo de Eucalipto lóbulos; para problemas de insônia, pode-se aplicar 2 gotas de lavanda em uma bolinha de algodão e colocá-la entre as fronhas e o travesseiro; para cólicas, espasmos ou TPM podemos fazer uma massagem no abdômen com 5 gotas de óleo essencial de gerânio e 1 colher (sopa) de óleo vegetal de semente de uva”, exemplifica a aromaterapeuta.

Por conta da infinidade de representantes, lojas, farmácias (naturais ou não) que vendem óleos essenciais, é recomendado consultar uma associação de aromaterapia e se informar sobre quais são os fornecedores mais confiáveis antes de comprá-los.

Os óleos essenciais de qualidade são naturais, não contêm qualquer tipo de substância sintética, são puros, não possuem mistura com nenhum outro óleo esencial e não são colorados ou descolorados – em geral, vão de transparente a amarelados.

Mais indicações

Outras aplicações dos óleos essenciais bem conhecidas, que são indicadas para diferentes fins, são:

Hortelã Pimenta
Combate: rinite
Aplicação: 1 gota em um lenço de papel para ser inalado

Bergamota
Combate: ansiedade
Aplicação: 25 gotas no aromatizador elétrico

Cipreste
Combate: má circulação
Aplicação: 10 gotas em gel neutro, para ser utilizado na massagem

Tea Tree
Combate: cistite
Aplicação: 5 gotas em 1 litro de água para fazer banho de assento

Alecrim
Combate: esgotamento mental
Aplicação: 25 gotas no aromatizador elétrico

Capim-limão
Combate: cansaço
Aplicação: 5 gotas no canto do box para inalar durante o banho

 

Óleos essenciais para o inverno…

agora11408

Que tal preparar você mesma seus blends de óleos essenciais para o inverno?

Anotem as receitinhas:

Blend de inverno
10 gotas de óleo essencial de cedro
25 gotas de óleo essencial  de bergamota
30 gotas de óleo essencial de junípero

Blend contra congestão nasal

5 gotas de óleo essencial de eucalipto
3 gotas de óleo essencial de lavanda
2 gotas de óleo essencial de tea tree
2 gotas de óleo essencial de pinho

Blend para acordar

7 gotas de óleo essencial de bergamota
5 gotas de óleo essencial de grapefruit
3 gotas de óleo essencial de alecrim

Blend do sol

5 gotas de óleo essencial de limão
5 gotas de óleo essencial de laranja
3 gotas de óleo essencial de gerânio
2 gotas de óleo essencial de hortelã-pimenta

Incensos

agora11328

Segundo a mitologia grega, o incenso originou-se do amor de Hélios, o Sol, pela bela mortal Leucotéia, uma Princesa da Pérsia. Conta a lenda que Afrodite, deusa do amor, andava enraivecida com Hélios, o Sol, porque este deus que tudo vê havia revelado ao mundo suas inúmeras infidelidades. Então decidida a vingar-se, Afrodite abrasou o coração de Hélios com uma avassaladora paixão pela Princesa Leucotéia e fez com que esta lhe correspondesse. Afrodite acreditava que Hélios ao sentir a força abrasadora do amor, se tornasse mais compreensível com suas fraquezas, e consequentemente, mais discreto. Porém a Princesa estava prometida em casamento para um soberano de um reino vizinho. Quando o pai da Princesa descobriu sobre o romance, ficou furioso e atirou-a num abismo. Na alvorada do dia seguinte, o Sol despontou e saiu em busca de sua amada para acariciá-la com seus raios, mas era tarde demais, Leucotéia estava morta. Em desespero Hélios cobriu o corpo da princesa com um néctar divino e disse: “Apesar de morta, tu subirás aos céus”; no mesmo instante a princesa se transformou em uma árvore, da qual brotava uma resina aromática que inebriou os deuses e homens, dando assim origem ao incenso. A História do Incenso é tão antiga como o próprio homem. A palavra Perfume deriva do latim Perfumum que significa fumaça. Incenso vem do latim Insensum, do verbo Incendere que significa Incendiar, atear fogo.

O incenso reúne em si os quatro elementos da natureza: a terra (nos elementos sólidos e a madeira); a água (na forma dos óleos essenciais); o ar (a fragrância, a fumaça) e o fogo (a chama que queima o incenso). Por isso sua presença marcante em qualquer trabalho ritualístico. O incenso, quando devidamente empregado, tem o poder de afastar de nossa membrana mental as condições indesejáveis, colocando em atividade certos nódulos, porque o seu aroma característicos atrai certo tipo de átomos que iluminam a alma. Dentro conhecimento científico da Aromaterapia, os incensos tem ação sobre os receptores olfativos, induzindo a modificações na bioquímica cerebral, produzindo um tipo de alteração psicológica. Segundo o conhecimento místico, o aroma dos incensos tem o poder de alinhar o cérebro com certas frequências astrais, facilitando o contato do homem com as esferas do espírito.

INCENSOS NA MAGIA

Iniciar oferecendo os incensos aos santos ou divindades de sua devoção.

Acenda uma ou mais varetas, segure-as tocando os dez dedos das mãos e movimente-as de baixo para cima por três vezes. A intenção deste ritual é movimentar a energia da Kundalini, encontrada no Chakra Muladhara (Chacra Básico), até o Chakra Sahasrara (Chacra Coronário), para proporcionar a abertura para a conexão com a Fonte Superior.

Domingo:

Açafrão – Desenvolve a liderança e atrai prosperidade.

Cedro do Oriente – Elimina obstáculos e atrai prosperidade.

Lótus – Eleva a consciência, atrai vibrações espirituais, saúde, sorte, amor e bons negócios.

Madressilva – Atrai Prosperidade. Aumenta a segurança emocional. Eliminar traumas do passado.

Patchuli – Quebra feitiços, proteção e exorcismo.

Segunda:

Absinto – Estimula a imaginação, criatividade e sensualidade.

Âmbar – Harmonia no Lar, autoconfiança e coragem. Estimula os poderes curativos e telepáticos.

Lavanda – Relaxa e acalma a mente, antidepressivo. Traqüilidade nos negócios e relacionamentos.

Massala – Propicia equilibrio interno, trazendo paz interior.

Nardo (Bálsamo) – Proporciona paz, amor e tranqüilidade ao ambiente. Amplia a intuição e a imaginação.

Terça:

Lírio – Eleva os pensamentos, desfaz brigas, traz felicidade, proteção e gentileza.

Menta – Revigorante e refrescante, aumenta as energias do otimismo e da autoconfiança.

Sálvia – Relaxante, anti-depressivo, alivia tensões e ansiedade. Atrai amor, paixão, riquezas, prosperidade, casamento, harmonia no Lar, longevidade, sabedoria e inspiração. Favorece a purificação e limpeza, a clarividência, o crescimento psíquico e proteção.

Verbena –  Estimula a sensualidade. Indicado para pessoas do sexo feminino. Para limpeza, combater a inveja. Proporciona criatividade, inspiração e bons sonhos. Prosperidade, sucesso e proteção.

Quarta:

Anis estrelado – Atua tanto no nível material como no emocional, produzindo estímulo positivo.

Florais – Tranqüiliza e relaxa. Atrai dinheiro, riqueza, paz, proteção, tranqüilidade e força no amor.

Nós Moscada – Energizante, estimulante. Libera tensão e stress. Melhora as condições materiais. Atrai dinheiro e aumenta o grau de segurança emocional.

Rosa Branca – Cria uma atmosfera de harmonia, tranqüilidade e compreensão, produz paz interior.

Quinta:

Alecrim – Purificação; afasta mau olhado; boa sorte; proteção geral; equilíbrio energético; aumenta a capacidade de aprendizado; acalma as crianças; atrai o sexo masculino (indicado para mulheres solitárias).

Aloe Vera – Curativo; age do espírito para o corpo físico. Purificador de ambiente, estimula a sensibilidade e a meditação.

Arruda – Purificação; combate a inveja; limpeza física e espiritual.

Musgo de Carvalho – Poderoso regenerador utilizado pelos antigos Druidas. Facilita o contato com os planos superiores, criando no ambiente uma atmosfera de prece e oração. Aconselhável em trabalhos de cura, tanto emocional como física.

Sexta:

Almíscar – Afrodisíaco para momentos de intimidade. Estudos; harmonia no lar; auto confiança e coragem; proporciona tranqüilidade e segurança emocional.

Benjoim – Sucesso; abre caminhos; prosperidade; proteção física e psíquica; atrai energias positivas e combate energias negativas; purifica o ambiente.

Dama-da-Noite – Amor; atração; encontros amorosos; romance.

Morango – Afrodisíaco. Dá segurança e aumenta a auto-estima, a vitalidade e a energia.

Ópium – Desperta a sensualidade de forma envolvente e sutil. Proporciona êxtase e prazer.

Sábado:

Cravo – Finanças; combate inveja; limpeza astral e amor; aumenta a energia; traz prosperidade e aumento de ganhos materiais.

Manjericão – Limpeza e puritficação. Realização, vitória e progresso.

Olíbano – Purifica corpo, mente e espírito. Para oferecer ao Senhor e obter graças.

Violeta – Fortalece a personalidade. Combate a timidez e a insegurança. Para transmutação, afasta o mal. Proporciona equilíbrio, paz e humildade.